Carregando...

Storytelling – a habilidade de contar histórias

Ao transmitir mensagens precisamos criar um começo, um meio e um fim, mas como fazer isso e se conectar ao leitor?


Uma forma muito utilizada por roteiristas e agora pelo marketing é exatamente o Storytelling, onde a principal função da história é prender o público ao conteúdo mostrado, isso inclui muitas vezes uma narrativa completa, passando por personagens, ambientações e situações clímax.


A ROI separou algumas dicas para você começar a usar o storytelling na sua marca também e atrair cada vez mais pessoas.


Apesar de não existir fórmula mágica existem alguns elementos que estão presentes em todas as histórias de sucesso e a forma como você vai contá-la é fundamental.


Mensagem – você precisa saber o que você quer passar com o seu conteúdo, motivação? Medo? Inspiração? Qual sentimento sua mensagem causa nas pessoas?
Sabendo qual sentimento você quer vender, consegue-se construir a mensagem, e muito se engana que só sentimentos positivos aderem ao público.


A campanha “Perceba o risco, proteja a vida” campanha do maio amarelo de 2020, mês de conscientização no trânsito, propôs uma reflexão do nosso comportamento ao dirigir, a mensagem era fazer com que nossas atitudes diminuíssem os acidentes, que geram impacto direto do sistema de saúde, que naquele momento estava em colapso pela pandemia da Covid-19. A campanha teve grande adesão, e foi resultado de uma reflexão após o público sentir medo do que poderia acontecer se não cuidassem de si e de outros no trânsito.


Ambiente – as histórias precisam acontecer em algum lugar e condizer com o que você quer passar, pode parecer muito clichê, mas associar o seu produto ao lugar convencional torna a história mais fácil de assimilar, por exemplo, uma propaganda de bebida alcoólica não pode ter como ambiente um templo religioso. Assim como crianças e bebês não podem estar em baladas. Todas as situações exigem um contexto e respeitar o consumidor é fundamental.


Personagem – é quem vai passar por toda a história e cativar, ou não o público, e sua jornada vai transmitir a mensagem que você deseja.


Conflito – passar por um conflito e vencê-lo no final gera expectativa e identificação nas pessoas que acompanham a narrativa, mas é preciso cuidado, para a história não ficar romantizada ou fraca demais, com conflitos rasos ou facilmente superados.




MARKETING Tags :