Carregando...

O que o filme nos ensina sobre transformar ideias em oportunidades!

A melhor forma de aprender é com entretenimento! E é exatamente por isso que nós indicamos esse filme, repleto de lições para qualquer pessoa. Então pega a pipoca e o refri, está na hora de conhecer um pouco mais sobre a trajetória do cofundador da Apple.

 

Se você tem um Smartphone em suas mãos, é graças à visão futurística do Steve Jobs e o talento de sua equipe. O ex-CEO da Apple é considerado um dos homens mais influentes de todos os tempos, segundo a revista TIME, devido à sua contribuição com a tecnologia e sua constante busca pela inovação.

 

O filme, estrelado pelo ator Ashton Kutcher, retrata diversas situações marcantes e momentos decisivos na vida de Jobs. O personagem principal inicia o filme como um aluno sem foco, um péssimo funcionário no seu trabalho e com um estilo de vida alternativo. Quando o Steve enxerga o potencial de venda em uma criação tecnológica de seu amigo, ele revela sua verdadeira habilidade para vendas.

 

Sendo assim, separamos abaixo algumas lições que podemos tirar deste filme! Vamos lá?

 

1. Crie um grande produto

O engenheiro eletrônico Steve Wozniak criou um produto a partir de seu grande conhecimento técnico. O Steve ficou entusiasmado ao ver um grande produto e convenceu o seu amigo a tentar comercializar a sua criação.

 

Apesar do Apple 1 ser projetado pelo Wozniak, quem realizou as negociações e vendas foi o próprio Jobs, que demonstrou ser muito habilidoso quando o assunto era venda. Ambos fundaram a empresa Apple!

 

2. Venda sonhos

A empresa Apple nasceu a partir de um sonho dos sócios, que iniciaram seus trabalhos em uma simples garagem de casa. Com o passar do tempo, os conhecimentos técnicos aplicados resultaram em grandes produtos e as negociações de sucesso, lideradas pelo Steve Jobs, tornaram aquela pequena empresa em uma referência atual em tecnologia e marketing.

 

Quando os parceiros iniciaram seu negócio, sonhavam com um futuro brilhante que ainda não havia sido concretizado. O que para muitas pessoas poderia parecer loucura, ilusão ou só alguns caras esquisitos em uma garagem, para o Steve era o início de sua história. Ele estava convicto que o sucesso e reconhecimento viriam, a partir da sua capacidade de não se ajustar e sua visão diferente do mundo.

 

São estes os sentimentos que formam um sonho e que conectam os integrantes da grande comunidade de consumidores dos produtos Apple. Todas as propagandas não focam somente no produto e sim na emoção, no estilo de vida que ele proporciona, na alegria, emoção e outros sentimentos que compõem esse universo dos desajustados.

 

 

3. O poder da Indicação

Os clientes da Apple são consumidores fiéis. Aqueles que experimentam seus produtos, indicam para todos. Isso é uma ótima forma de prova social, um dos gatilhos mentais mais eficientes de persuasão! Afinal, consumidores confiam mais em pessoas do que empresas. Podemos até dizer que esta empresa tem evangelistas e não consumidores.

 

4. O sucesso da Simplicidade

Desde o visual dos seus eletrônicos, até o layout de seu site, a Apple busca deixar tudo o mais simples possível. As versões de produtos mais finos, leves, com menos botões e cada vez mais fáceis de usar são as principais características desta linha de eletrônicos. Os sites são minimalistas e toda a interface é pensada na usabilidade do usuário, tornando seu uso cada vez mais intuitivo e ágil.

 

 Busque sempre facilitar a vida do usuário e ele terá prazer em usar os seus produtos! Esse conceito é conhecido como “experiência de usuário” ou “User Experience” (UX). Este foi o design que mudou os padrões de consumo!

 

5. Seja incomodado

Quando o Wozniack apresentou o que seria os primórdios do primeiro computador, não imaginava a tamanha importância do que havia acabado de criar. O Jobs, porém, percebeu a revolução tecnológica que aquilo iniciaria e viu naquele momento uma grande oportunidade de negócio.

 

Em sua busca para tornar a sua empresa um negócio de sucesso, o Jobs nunca aceitava um não como resposta, muito menos ficava desanimado, ele queria atingir suas metas a todo custo. O Jobs foi sempre muito curioso, questionava tudo, implicava com os pequenos detalhes e não acreditava na palavra impossível.

 

Ele tinha visões do futuro que, no momento, pareciam loucura, era extremamente exigente com a sua equipe e pedia para que trabalhassem em suas ideias. Encontrava soluções eficientes para problemas atuais, mesmo que aquilo parecia impossível, ele insistia até que fosse realizado.

 

Viu só, quantos aprendizados podemos tirar desta história? Se você quer conhecer mais ou simplesmente é um integrante da comunidade da maçã mais famosa do mundo, recomendamos que abra o bloco de notas do seu smartphone e aperte o play!

A melhor forma de aprender é com entretenimento! E é exatamente por isso que nós indicamos esse filme, repleto de lições para qualquer pessoa. Então pega a pipoca e o refri, está na hora de conhecer um pouco mais sobre a trajetória do cofundador da Apple.

 

Se você tem um Smartphone em suas mãos, é graças à visão futurística do Steve Jobs e o talento de sua equipe. O ex-CEO da Apple é considerado um dos homens mais influentes de todos os tempos, segundo a revista TIME, devido à sua contribuição com a tecnologia e sua constante busca pela inovação.

 

O filme, estrelado pelo ator Ashton Kutcher, retrata diversas situações marcantes e momentos decisivos na vida de Jobs. O personagem principal inicia o filme como um aluno sem foco, um péssimo funcionário no seu trabalho e com um estilo de vida alternativo. Quando o Steve enxerga o potencial de venda em uma criação tecnológica de seu amigo, ele revela sua verdadeira habilidade para vendas.

 

Sendo assim, separamos abaixo algumas lições que podemos tirar deste filme! Vamos lá?

 

1. Crie um grande produto

O engenheiro eletrônico Steve Wozniak criou um produto a partir de seu grande conhecimento técnico. O Steve ficou entusiasmado ao ver um grande produto e convenceu o seu amigo a tentar comercializar a sua criação.

 

Apesar do Apple 1 ser projetado pelo Wozniak, quem realizou as negociações e vendas foi o próprio Jobs, que demonstrou ser muito habilidoso quando o assunto era venda. Ambos fundaram a empresa Apple!

 

2. Venda sonhos

A empresa Apple nasceu a partir de um sonho dos sócios, que iniciaram seus trabalhos em uma simples garagem de casa. Com o passar do tempo, os conhecimentos técnicos aplicados resultaram em grandes produtos e as negociações de sucesso, lideradas pelo Steve Jobs, tornaram aquela pequena empresa em uma referência atual em tecnologia e marketing.

 

Quando os parceiros iniciaram seu negócio, sonhavam com um futuro brilhante que ainda não havia sido concretizado. O que para muitas pessoas poderia parecer loucura, ilusão ou só alguns caras esquisitos em uma garagem, para o Steve era o início de sua história. Ele estava convicto que o sucesso e reconhecimento viriam, a partir da sua capacidade de não se ajustar e sua visão diferente do mundo.

 

São estes os sentimentos que formam um sonho e que conectam os integrantes da grande comunidade de consumidores dos produtos Apple. Todas as propagandas não focam somente no produto e sim na emoção, no estilo de vida que ele proporciona, na alegria, emoção e outros sentimentos que compõem esse universo dos desajustados.

 

 

3. O poder da Indicação

Os clientes da Apple são consumidores fiéis. Aqueles que experimentam seus produtos, indicam para todos. Isso é uma ótima forma de prova social, um dos gatilhos mentais mais eficientes de persuasão! Afinal, consumidores confiam mais em pessoas do que empresas. Podemos até dizer que esta empresa tem evangelistas e não consumidores.

 

4. O sucesso da Simplicidade

Desde o visual dos seus eletrônicos, até o layout de seu site, a Apple busca deixar tudo o mais simples possível. As versões de produtos mais finos, leves, com menos botões e cada vez mais fáceis de usar são as principais características desta linha de eletrônicos. Os sites são minimalistas e toda a interface é pensada na usabilidade do usuário, tornando seu uso cada vez mais intuitivo e ágil.

 

 Busque sempre facilitar a vida do usuário e ele terá prazer em usar os seus produtos! Esse conceito é conhecido como “experiência de usuário” ou “User Experience” (UX). Este foi o design que mudou os padrões de consumo!

 

5. Seja incomodado

Quando o Wozniack apresentou o que seria os primórdios do primeiro computador, não imaginava a tamanha importância do que havia acabado de criar. O Jobs, porém, percebeu a revolução tecnológica que aquilo iniciaria e viu naquele momento uma grande oportunidade de negócio.

 

Em sua busca para tornar a sua empresa um negócio de sucesso, o Jobs nunca aceitava um não como resposta, muito menos ficava desanimado, ele queria atingir suas metas a todo custo. O Jobs foi sempre muito curioso, questionava tudo, implicava com os pequenos detalhes e não acreditava na palavra impossível.

 

Ele tinha visões do futuro que, no momento, pareciam loucura, era extremamente exigente com a sua equipe e pedia para que trabalhassem em suas ideias. Encontrava soluções eficientes para problemas atuais, mesmo que aquilo parecia impossível, ele insistia até que fosse realizado.

 

Viu só, quantos aprendizados podemos tirar desta história? Se você quer conhecer mais ou simplesmente é um integrante da comunidade da maçã mais famosa do mundo, recomendamos que abra o bloco de notas do seu smartphone e aperte o play!

 




Tags :